Wednesday, March 3, 2010

A dança da solitária

A música estava ótima. Sentia o meu corpo pingando dentro do vestido, não conseguia parar de dançar nem por um minuto. O cara que eu acabara de conhecer já estava de olho, o que me fazia afastar mais dele. Eu só via o momento que ele ia me tirar para dançar. Dava para ver a sua sombra se aproximando. Pronto, pegou-me pelo braço, pôs a mão na cintura e começou.
Todo o meu rebolado sumiu. Não tem jeito. Não sei dançar acompanhada. Só danço só. A música ia rolando e eu tive que me desculpar, olhe, só danço só.
Já tentei mas não consigo, por mais que eu goste de música para dançar juntinho, não dou conta.

E por mais que eu goste de amar não sei ficar junto. Falta-me o jogo de cintura, falta deixar-me levar, falta olhar nos olhos e não para o chão. Falta a confiança. Aprender que pisar no pé é normal e não é falta grave.

15 comments:

Adriano Docconi said...

No meu caso, acho que é porque sou desastrado. Mas a sua explicação é mais poética =)

Carina said...

hahahaha sou desastrada nos relacionamentos.

farinhademandioca said...

hahahaahah "Só danço só" é muito bom!

Carina said...

;P

marcela dantés said...

que linda.

Carina said...

Obrigada, fofura.

Lo said...

Sim, acho que é medo. Mas o par perfeito (não o site, e nem existe só uma possibilidade e ela não vem em cavalo branco) sabe te fazer dançar sem pensar na mecânica, sem medo, e sabendo q pode pisar no pé.

Carina said...

Concordo demais, Lô. Esses homens que eu tenho conhecido que não sabem dançar juntinho hehe :P

Marcos Satoru Kawanami said...

tive isso na adolescência. eu não sabia falar com as pessoas. aí, comecei a escrever. e, escrevendo, aprendi a falar.

foi um procedimento inverso do normal.

Carina said...

Ei Marcos, obrigada! Te passei um email.

Dani said...

ai, puxa, também me falta jogo de cintura e ainda me falta confiança sim, hei de admitir.

é isso mesmo, fico leve e flexível solta, mas endureço na dança de par.

mas tem vezes que o par me leva de jeito, sabe? aí eu danço.

Carina said...

pois é, tô começando a ver que não é só a gente que fica dura, é o par tbm que não sabe levar ;)

lumexico said...

beibe, foi lindo por demais esse. podia virar samba: so danço só, so danço só, vai, vai, vai, vai, vai...
muak!

Carina said...

kkkkk a que devo a ilustre presença, señorita lumexico?!

Daniel Bayão said...

"dancing with my se-elf, oh oh oh oh!"


Não esquenta Carinica, há outra coisas a se fazer a dois que importam, mais rs


tb sou um desastre pra dançar a dois, acho que quem escreve muito tem o vício de pensar muito, nas horas erradas as vezes...


mas é tudo treino, e pelo menos vc sabe dançar a sós, pior é quem nem isso sabe, imagina rs