Monday, March 1, 2010

Little shell

Todos me diziam, "ah, deixe esse cara pra lá. Não tem futuro nenhum".
Talvez eles estivessem certos, mas o fato é que nenhum dos meus amigos dormiu com ele para saber como é difícil esquecê-lo. Não me refiro a sexo (que também é incrível), estou falando de pós-coito.
Aquele safado bem sabia fazer um cafuné e dormia abraçadinho a noite toda. Ou nossos corpos encaixavam muito bem ou ele era um especialista na arte da conchinha.

A maioria dos caras te abraçam por 2 minutos e depois já viram pro lado, de costas para você. Acho isso um absurdo, sabia? Pra dormir com alguém assim, prefiro o conforto da minha cama vazia.

Nada mais gostoso do que ser rapidamente acordada no meio da noite com ele buscando o encaixe do meu corpo. E a gente conseguiu encaixes anatômicos maravilhosos. Como diria o Caetano, "é só um jeito de corpo". E continuando com a música: "perigo é perder você, mas mesmo na deprê, chama-se um Gilberto Gil."

Que venha o Gilberto Gil!

6 comments:

farinhademandioca said...

Ótimo! Muito bom!!!! Também acho um absurdo virar de costas. E sim, às vezes, a melhor parte é o pós.

lumexico said...

beibe, sabe como é aqui? dormir de cucharita. lindo, ne?

Carina said...

fuefooooo!

Daniel Bayão said...

Valeu a valiosa dica hehe

Daniel Bayão said...

e como será em frances?

Carina said...

boa pergunta!